fbpx

Metodologias de gestão: veja quais podem ser adotadas na indústria

metodologias de gestão
09/03/2022

Metodologias de gestão: veja quais podem ser adotadas na indústria

Com a grande competitividade do mercado e a transformação digital, é muito comum que as indústrias fiquem à procura de algumas ferramentas e também metodologias de gestão, que consigam aumentar a produtividade dos processos. Existem inúmeras estratégias capazes de otimizar a rotina de trabalho e fazer com que sua linha de produção fique ainda mais eficiente.

Não é uma tarefa simples minimizar custos diretos e custos indiretos, porém, é essencial para que o negócio tenha um bom desempenho. Por essa razão, houve um aumento no número de metodologias de gestão, capazes de trazer ótimos resultados para a indústria.

Mas você sabe o que são metodologias de gestão? Neste post, tiraremos todas as suas dúvidas sobre o assunto. Continue a leitura!

O que são metodologias de gestão?

Elas são estratégias administrativas estruturadas por várias medidas de gestores com o intuito de maximizar a eficácia dos processos na indústria. As metodologias de gestão norteiam rotinas de trabalho em todos os níveis: operacional, institucional e tático. Dessa forma, elas auxiliam os processos da empresa em algumas ações básicas:

  • planejamento: mapear o futuro determinando objetivos e metas;
  • organização: destinar os recursos e determinar responsabilidades;
  • orientação: orientar os profissionais na execução de suas tarefas;
  • controle: verificação e análise das medidas utilizadas.

As metodologias de gestão representam tipos específicos de gestão, ou seja, a forma como é a organização, os recursos e os seus processos geridos. Logo, essas metodologias afetam significativamente o planejamento, a organização e o desempenho de outras funções gerenciais. Eles afetam a gestão de toda a organização ou de sua parte específica.

Ao contrário das técnicas analíticas descartáveis, que resolvem um problema ou situação, os métodos de gestão são usados ​​continuamente, respectivamente por um longo período de tempo.

Para que servem?

As metodologias de gestão são de suma importância para que a organização consiga sistematizar de maneira mais eficiente seus objetivos e estratégias e, dessa forma, colocá-los em prática. Esse tipo de investimento é primordial, para que a indústria consiga alcançar níveis de produção mais elevados.

A grande realidade é que as empresas são estruturas mais complexas e suas atividades são influenciadas por vários elementos como cenário político-econômico, regulamentações, tecnologia no setor, fornecedores, clientes, concorrentes e demandas do mercado. Essas metodologias de gestão auxiliam na estabilização das operações e também a manter a organização.

Obviamente, as indústrias visam lucros, mas, para que ele seja obtido, vários aspectos devem ser mantidos sob controle: o marketing, a produção, o RH e as ações do departamento comercial e financeiro, por exemplo. Uma indústria consegue ter um bom desempenho quando implementa as estratégias em questão.

É necessário maximizar a qualidade dos produtos e, também, minimizar o tempo e o custo de produção com o intuito de atrair novos clientes, além de otimizar os lucros e manter a competitividade. Isso tudo se torna possível com as metodologias de gestão.

Qual a importância para a produtividade na indústria?

Se o assunto é a maximização da produtividade, as metodologias de gestão vêm se tornando cada dia mais importantes. As metodologias de gestão são um meio de agilizar as entregas de um determinado produto, fazendo com que haja fracionamento de entregas, em ciclos reduzidos, para o cliente final, por exemplo.

Dessa forma, se torna possível corrigir gargalos de forma mais rápida, além de revisar os planejamentos feitos. A metodologia pode ser utilizada em qualquer tipo de empresa, mesmo sendo muito comuns em equipes voltadas para o desenvolvimento,.

Objetivando a entrega de valor e mantendo o foco no cliente final, essas metodologias de gestão têm o objetivo de motivar uma gestão de processos que assegure um maior controle dos processos e que ajustes sejam feitos sempre que necessários. Ela viabiliza a colaboração entre colaboradores, o trabalho em equipe e a inteligência coletiva.

Em suma, a metodologia é a junção de práticas eficientes, que são utilizadas para formar um sistema de gestão integrada, a fim de fazer com que todo o processo de produção seja feito com mais agilidade, oferecendo produtos de alta qualidade no mercado. Além disso, ela apresenta uma abordagem de negócios mais alinhada ao desenvolvimento dos produtos, com os objetivos da indústria e as demandas de clientes.

Quais as metodologias de gestão ideais para a indústria?

Existem muitas metodologias para utilizar na indústria, cada uma com seu próprio conjunto de regras, princípios, processos e práticas. A metodologia que você deve implementar dependerá inteiramente do tipo de projeto que você vai realizar.

O objetivo de selecionar uma metodologia de gestão é maximizar o uso de recursos e tempo dos processos. Veja a seguir algumas das principais metodologias.

Agile

Agile é uma das metodologias de gestão mais utilizadas e é um abordagem de desenvolvimento de software com foco nas demandas dos consumidores. Seu maior objetivo é oferecer o melhor atendimento, utilizando como base etapas mais dinâmicas e menores de desenvolvimento e, especialmente, oferecer flexibilidade para lidar com mudanças dentro da indústria.

Com o passar dos anos, foi muito utilizado em quase todas as áreas de mercado. Essa metodologia é interativa, flexível e de processos de construção, e ajuda os gestores da fábrica a obterem melhores resultados. Além disso, será mais fácil lidar bem com as circunstâncias imprevisíveis.

Isso se deve ao fato de o processo ser baseado na revisão das tomadas e atividades sempre que uma alteração ou correção é necessária. É uma das metodologias mais adaptáveis que existem. Se o consumidor deseja algo novo ou se sua equipe teve uma ideia melhor, você pode executar a mudança facilmente com este método.

Scrum

Scrum é mais um framework do que uma metodologia. Porém, por ser também uma forma de execução do projeto, não seria justo não mencioná-lo na lista. Scrum pega emprestado várias coisas da metodologia Agile e está focada em quebrar as tarefas e atividades em outras subtarefas — chamadas Sprints, para executá-las e tratá-las da melhor maneira.

Não há o benefício da adaptabilidade como Agile, mas continua sendo uma escolha popular entre o mundo corporativo. O Scrum se preocupa em otimizar a comunicação, o trabalho em equipe e a velocidade de desenvolvimento de um projeto.

A metodologia foi originalmente projetada para o desenvolvimento de software. Por essa razão, as empresas não adotam o Scrum como um todo, mas pegam algumas partes dele e complementam suas metodologias.

Kanban

Esta é uma metodologia que atua na visualização de tarefas, para ajudar as equipes a acompanhar o andamento da produção. O Kanban foi desenvolvido pela Toyota em 1940. Ele é considerado revolucionário, propondo uma visão mais ativa e também construtiva para resolver tarefas.

A metodologia se baseia na redução do trabalho em processo, na agilidade e nos melhores processos colaborativos, permitindo que cada membro da equipe de produção veja a timeline em tempo real.

Para isso, os quadros ou cartões Kanban são usados, os quais são exibidos em uma plataforma comum, onde cada pessoa interessada pode visualizar e editar as tarefas ou atividades. Cada tarefa pode ser rotulada como, por exemplo, ‘em andamento’, ‘concluída’ ou ‘ atrasada ‘ e pode ser vista por todos. É a escolha da maioria das indústrias modernas que amam a tecnologia.

Scrumban

Scrumban é o resultado dos esforços das empresas para tentar obter o melhor das metodologias Kanban e Scrum. Como o nome indica, o Scrumban pega as melhores partes do Kanban e do Scrum e as combina para executar uma metodologia diferente. O Scrumban foca na divisão de tarefas como no Scrum para encontrar maneiras mais fáceis de lidar com elas.

Isso também permite que a metodologia Scrumban reduza o trabalho em andamento e a equipe se concentre em uma tarefa de cada vez. Essa metodologia reduz de forma drástica as chances de erros. A partir do Kanban, o Scrumban utiliza a técnica de visualização para manter todos por dentro de todo processo de produção.

O Scrumban é recomendado para equipes que ainda não apresentam mais maturidade em projetos de sustentação, métodos ágeis de desenvolvimento de softwares, help desk e que existem muitos casos de demandas inesperadas.

Lean

A metodologia Lean é fundamentada na utilização de somente o que for preciso para fazer uma tarefa ou processo. Lean significa “enxuto” em português e procura reduzir desperdícios e maximizar a produtividade, concentrando-se apenas em fases que poderão agregar mais ao produto final.

O intuito é a geração de recursos de modo mais eficiente e otimizado, reduzindo energia, tempo e espaço, não afetando a qualidade do produto e levando em consideração as demandas do cliente.

A metodologia visa a redução de desperdícios no processo produtivo. Esses resíduos podem ser de diferentes tipos; tempo, custo, procedimentos, capital humano, etc. O Lean se concentra em resultados de arquivamento mais rápidos e na economia de tempo, custo e esforço da empresa. Ou seja, o Lean tem tudo a ver com a simplificação das operações, removendo os gargalos dos processos.

A metodologia é baseada em 3 ideias simples:

  1. melhoria contínua;
  2. elimina desperdícios;
  3. entrega de valor na perspectiva do consumidor.

Juntos, essas 3 são as principais áreas de foco de um grupo de gestão Lean, garantindo produtos e serviços de alta qualidade no melhor tempo possível.

MPT (Manutenção da Produtividade Total)

Um dos principais gargalos que as indústrias têm enfrentado é planejar e evitar que equipamentos sejam quebrados na produção enxuta. Para resolver esse problema é que existe a metodologia MPT (Manutenção da Produtividade Total). Esse método faz com que o principal foco seja a manutenção, isto é, ela é essencial para os negócios. Com isso, há maior integração da manutenção planejada na produção da fábrica.

Isto é, no período em que um determinado maquinário ou equipamento permanece inativo devido a algum ajuste haverá uma inclusão no agendamento de alguma fabricação. Assim, é conferida ao colaborador a responsabilidade pela manutenção de rotina preventiva, que utiliza o equipamento.

Kaizen

Este é um termo oriundo de duas palavras de origem japonesa: Kai (melhoria) e zen (boa). Isto é, a procura de uma boa melhoria para os processos da empresa. Com o passar do tempo, essa metodologia sofreu algumas modificações, sendo chamada de Melhoria Contínua. Logo, o seu foco são as possíveis mudanças diárias. Assim, é possível conseguir melhorias significativas no longo prazo.

Lembrando que isso é conquistado por meio da minimização de desperdícios, como o tempo, por exemplo, e excluir processos de trabalho mais complexos. A mais significativa vantagem da metodologia Kaizen é quando os funcionários buscam por áreas que exigem melhorias e disponibilizam soluções fundamentadas em suas análises.

5S

O termo 5S é oriundo das seguintes palavras japonesas:

  • Seiri: utilização;
  • Seiton: arrumação;
  • Seiso: limpeza;
  • Seiketsu: higiene;
  • Shitsuke: disciplina.

Com a metodologia 5S inserida na indústria, fica muito mais fácil remover do espaço de trabalho ferramentas tidas como desnecessárias nos processos de produção. Inclusive, existem espaços específicos para que os equipamentos necessários sejam organizados e limpos. Esse método está frequentemente em busca de otimizações na sua aplicação.

Por que escolher uma metodologia de gestão?

O objetivo geral da metodologia de gestão é conseguir padronizar, estruturar e também organizar métodos de trabalho. Isso ajuda a manter o foco de todos os projetos de forma padronizada e também a viabilizar a repetição de aspectos de sucesso e tirar aprendizados dos erros, ocasionando em um processo de contínua melhoria.

Isto é, uma metodologia de gestão é uma excelente ferramenta para oferecer eficiência à medida que é utilizada. Ela é usada para obter certos benefícios. Veja:

  • organizar os tempos do projeto;
  • desenvolver as habilidades da equipe;
  • gerenciar e minimizar os riscos do projeto;
  • melhorar a relação custo-benefício dos recursos;
  • fornecer ferramentas para estimar tempos e custos corretamente.

Com relação aos recursos utilizados na produção, uma metodologia auxilia no encurtamento da curva de aprendizado da equipe e, conforme é usada em processos de produção, é otimizada e transformada, em conformidade com os objetivos e metas da indústria. Com um foco adaptado e padronizado, é possível reduzir os riscos de implantação e otimizar o trabalho.

Como fazer essa escolha?

Muitas empresas falham por não saberem quais metodologias são mais adequadas para a indústria. Isso resulta em uma menor produção e em uma experiência ruim com metodologias de gestão.

Usar uma metodologia específica de gestão pode manter toda a sua equipe organizada e coordenada em sua abordagem para conquistar seus objetivos. Há inúmeras metodologias diferentes à sua escolha, cada uma com suas próprias vantagens e desafios. Veja!

Avalie as necessidades dos processos

Comece reunindo dados e informações sobre os objetivos e recursos da sua indústria. Fazer um esboço claro das necessidades dos seus processos tornará mais fácil determinar qual metodologia atende melhor às suas especificações.

Colete algumas informações:

  • custos;
  • linha do tempo;
  • estrutura da indústria;
  • objetivos do projeto;
  • detalhes do cliente;
  • complexidade do projeto;
  • funções dos membros da equipe.

Considere as ferramentas disponíveis

Diversas ferramentas de gestão não funcionam bem com todas as metodologias, então vale a pena fazer um balanço dos ativos que você já possui. A escolha de uma metodologia que já possui as ferramentas para apoiar minimiza qualquer risco de investir em ferramentas para uma seleção que, em última análise, não atenda às suas necessidades.

Ao avaliar suas ferramentas, certifique-se de delinear recursos realistas de software, por exemplo, e identificar quaisquer lacunas na funcionalidade. Isso tornará mais fácil comparar o que você tem com as necessidades de quaisquer metodologias que esteja considerando.

Avalie o envolvimento das partes interessadas

Algumas metodologias são mais eficazes com feedback e avaliação regulares. Se existirem partes interessadas, a participação delas pode ser um componente crucial para maximizar os benefícios da metodologia escolhida.

Se as partes interessadas estão menos engajadas e não desejam fornecer feedback regular, escolha uma opção que não exija o envolvimento delas.

Identifique as principais variáveis

Após uma compreensão básica das limitações do seu projeto, determine quais variáveis ​​são mais importantes para o sucesso dos processos de produção de sua fábrica. Isso o ajudará a priorizar diferentes aspectos do processo, permitindo que você selecione a metodologia de gestão que compartilha suas prioridades principais.

Crie um gráfico de comparação

Faça uma lista das diferentes metodologias de gestão, que se encaixem nos recursos disponíveis. Faça um gráfico dos prós e contras de cada estilo de gerenciamento para cada uma das variáveis chave e necessidades secundárias da produção da indústria.

Pese os riscos e vantagens

Com base em seu gráfico e dados de projeto, faça projeções sobre os possíveis riscos e chances de sucesso, que podem vir com cada metodologia. A metodologia com maior potencial de sucesso também pode ter o maior risco de fracasso, então colabore com sua equipe, para decidir quanto risco você está disposto a correr.

Como usar essas metodologias de gestão na prática?

Existem dicas valiosas para colocar essas metodologias em prática. Veja!

Mapeie processos

Primeiramente, é preciso mapear processos, para criar um fluxograma de todas as fases existentes ao longo da produção da indústria, isto é, uma descrição de cada uma das tarefas feitas e também de seus responsáveis.

Realize esse mapeamento de modo claro e completo, com todos os dados que englobam a produção, pois assim se torna possível fazer a identificação de gargalos e de erros.

Defina procedimentos padrões

Depois de uma análise inicial da gestão, é preciso determinar qual o procedimento a ser seguido para conseguir obter o máximo de eficácia e também de qualidade na produção da fábrica e estabelecê-lo como padrão.

Inclusive, pode ser feito um novo fluxograma com o intuito de ficarem mais claras as mudanças para todos da equipe de produção, viabilizando a sua a implementação para realizar o processo de melhoria contínua da produção.

Audite processos mapeados

Quando são implementados novos processos, é a hora de monitorar as mudanças propostas e também avaliar se estão sendo de fato efetivas. Esse é também o momento mais apropriado para que revisões sejam feitas em algum processo, que não esteja funcionando do modo correto.

Utilize sistemas de gestão

Após as etapas realizadas acima, é a hora de fazer a automatização por meio de um sistema de gestão. Apenas depois de toda a análise de processos é preciso automatizá-los, a fim de evitar que aconteçam erros e, consequentemente, gerar gastos para a indústria.

Melhoria no clima organizacional

Se há diretrizes, crenças e valores bem determinados, se torna muito mais fácil de a equipe compreender e absorvê-los. Com isso, os colaboradores começam a ser guiados por esses princípios ao tomar decisões, por exemplo, gerando um senso de pertencimento.

Dessa forma, os funcionários ficam mais satisfeitos e engajados devido ao fato de atuarem em uma equipe mais alinhada e coerente. O fato é que profissionais mais motivados se tornam mais produtivos, otimizando os resultados da indústria.

Como a tecnologia pode ajudar?

A realidade é que a gestão em uma indústria abrange uma variedade de aspectos, incluindo gerenciamento de orçamento e prazos, tarefas de rastreamento e comunicação simplificada. As equipes, independentemente de onde estiverem localizadas, têm disponíveis tecnologias disponíveis para organizar e monitorar o ciclo de vida dos diferentes projetos.

Para usar a tecnologia de maneira eficaz para as metodologias de gestão, os gestores devem ter experiência empresarial, para entender os processos e o treinamento tecnológico para reconhecer quais implementações de programas economizarão tempo e dinheiro.

A tecnologia oferece ferramentas online, facilitando a gestão de processos e a comunicação, otimizando o fluxo de trabalho de forma simplista. Além disso, se torna possível enviar mensagens internas e automatizar certos processos da fábrica, o que permite unificar e simplificar processos.

Há também ferramentas que salvam dados, como serviços de backup automatizados. É um produto de eficiência que possibilita aos profissionais realizar o acesso de dados de qualquer lugar, além de fazer o backup do disco rígido de cada usuário para a nuvem, caso algo aconteça ou uma versão mais antiga seja necessária.

Como vimos, as metodologias de gestão ajudam diretamente no aumento da produtividade e é um modo de tornar os processos mais ágeis, eficientes e consequentemente, aumentar o faturamento da indústria. O fato é que quanto maior é a produtividade do negócio, maior será o seu lucro.

Além disso, conforme as metodologias são implementadas e introduzidas no cotidiano da empresa, maior a probabilidade de serem eliminados gargalos nos processos de produção.

Você deseja otimizar ainda mais a produtividade na indústria? Então entre já em contato com a Nortel e saiba como podemos te ajudar!

Gostou? Compartilhe nas redes sociais!