fbpx

Os 5 indicadores de manutenção industrial

Os 5 indicadores de manutenção industrial
15/01/2021

Os 5 indicadores de manutenção industrial

O bom funcionamento e o crescimento de uma indústria dependem de uma gestão eficiente e atenta. É nesse contexto que a importância dos indicadores de manutenção industrial é reforçada.

A análise de desempenho é uma estratégia fundamental no cotidiano empresarial. Afinal, ela permite a rápida identificação de gargalos e ajuda a ajustar os resultados, garantindo que o planejamento seja cumprido.

Dentro da manutenção industrial, podem ser aplicadas diversas métricas que simplificam a mensuração do andamento dos processos e contribuem para o bom funcionamento da cadeia de produção. Quer conhecer os 5 principais indicadores? Acompanhe o post até o final!

Saiba por que acompanhar os indicadores de manutenção industrial

Você é capaz de dizer tudo o que afeta o dia a dia da sua empresa? A indústria tem um cotidiano intenso e repleto de processos complexos e críticos, entre eles os de manutenção.

Avaliar o desempenho das máquinas, identificar as razões para o mau funcionamento de equipamentos, verificar o nível de disponibilidade e controlar os gastos com manutenção são alguns dos objetivos da gestão de manutenção.

A verdade é que é muito difícil gerenciar o setor de manutenção sem o apoio de bons indicadores. Na era dos dados e da Indústria 4.0, o gestor precisa tomar decisões conscientes e embasadas em números e informações reais e atualizados.

Em resumo, o uso dessas métricas contribui para o alcance das metas de negócios, pois evita paradas de produção e, ainda, ajuda a entender os motivos para possíveis interrupções. Como consequência, temos uma indústria mais eficiente e com mais credibilidade no mercado.

Conheça os 5 principais indicadores de manutenção industrial

Em primeiro lugar, é preciso destacar que existem inúmeros indicadores de manutenção industrial. Neste post, selecionamos as 5 métricas mais importantes e que são utilizadas com mais frequência pelos gestores.

Para facilitar o entendimento, separamos os indicadores por tipo de manutenção: preditiva, corretiva e preventiva. Confira!

Manutenção preditiva

A manutenção preditiva é essencial para o crescimento da indústria. Sua principal característica é ser realizada com base no monitoramento periódico das máquinas. Ou seja, a ideia é realizar previsões para os reparos a partir desse acompanhamento.

Nesse modelo, diversos produtos e técnicas podem ser aplicados. O destaque fica para o uso de termovisores, que avaliam a temperatura das máquinas e ajudam a prever superaquecimentos.

Veja algumas métricas que podem funcionar muito bem nesse tipo de estratégia!

1. MTBF (Mean Time Between Failures)

O MTBF, também conhecido como “tempo médio entre falhas”, é um indicador que demonstra a confiabilidade do maquinário industrial. Para isso, ele mostra o tempo médio entre as imprecisões que podem ser solucionadas.

Se, por exemplo, em um turno de 12 horas, uma máquina apresenta 3 falhas e o tempo total necessário para o conserto é de 30 minutos, temos o seguinte cálculo:

  • MTBF = (12 × 60 – 30) ÷ 3 = 230 minutos.

Desse modo, a fábrica pode se programar e entender que, a cada 230 minutos, deverá enfrentar algum problema com o referido equipamento.

2. MPd (Cumprimento da manutenção preditiva)

O MPd é um indicador que ajuda a conferir se o planejamento de manutenção preditiva está sendo cumprido ou não.

Para calculá-lo, basta aplicar a seguinte fórmula:

  • MPd = tarefas do plano de manutenção preditiva executadas ÷ ações programadas do plano de manutenção preventiva × 100.

Manutenção corretiva

A manutenção corretiva é muito usada dentro das indústrias e se baseia no conserto de um equipamento apenas quando ele falha. Isso pode ser feito de forma programada ou urgente.

Vale lembrar que os reparos de urgência costumam gerar mais gastos, especialmente porque a paralisação da produção gera prejuízos para a empresa. Confira uma métrica valiosa para esse modelo!

3. HHCorretiva

A HHCorretiva, ou “alocação de mão de obra em serviços de manutenção corretiva”, demonstra o tempo total de horas que a equipe de manutenção deve dedicar para reparos emergenciais. A fórmula aplicada é seguinte:

  • HHCorretiva = horas programadas gastas com manutenções de urgência ÷ total de horas programadas

Manutenção preventiva

A manutenção preventiva é aquela que se baseia em planejamento. Para que a indústria não seja prejudicada pelas falhas nas máquinas, o gestor colhe dados e monta um plano de ação, indicando quando as intervenções serão realizadas.

Nesse caso, o uso de medidores de vibração e de lubrificação pode auxiliar e simplificar a vida dos gestores. Veja alguns indicadores úteis.

4. PPC (Percentual de Planos Concluídos)

O PPC é um indicador que informa o tempo gasto em reparos planejados em relação aos não programados, ou seja, aos emergenciais. O cálculo é o seguinte:

  • PPC = (tempo de manutenção programada ÷ horas totais de manutenção) × 100.

5.  Availability

Esse indicador é o responsável por demonstrar a disponibilidade dos equipamentos; ou seja, o período durante o qual eles estão prontos para operar, de acordo com o planejamento. Sem dúvidas, essa métrica tem grande valor para a gestão de manutenção, sendo interessante manter seu acompanhamento sempre ativo.

Entenda a importância de usar os indicadores adequados

Como já mencionamos, é muito importante trabalhar com inúmeros indicadores de desempenho no setor de manutenção industrial. Entretanto, é preciso ter muita atenção para que a estratégia não se transforme em mais um problema.

Em geral, o uso de indicadores errados é algo que prejudica a indústria como um todo. Se o gestor deposita toda sua energia em mensurar processos irrelevantes, deixa passar informações essenciais e pode sofrer com muitas paralisações na produção.

O ideal é mapear os processos e identificar o que realmente vale a pena ser medido. Quando as métricas corretas são analisadas, a empresa opera em uma máxima performance, os recursos são aproveitados e os custos são reduzidos.

Agora que você já conhece os principais indicadores de manutenção industrial, fica mais fácil garantir o pleno funcionamento da sua empresa. Em um cenário cada vez mais desafiador, é importante contar com estratégias e tecnologias modernas, pois isso pode contribuir para a formação de um diferencial competitivo.

Portanto, não perca mais tempo! Entre em contato conosco e veja como nossas ferramentas para a manutenção da indústria podem contribuir com o seu negócio!

Gostou? Compartilhe nas redes sociais!