fbpx

Environmental, Social and Governance: como atua na transformação dos negócios?

19/10/2021

Environmental, Social and Governance: como atua na transformação dos negócios?

O conceito de Environmental, Social and Governance (ESG), cuja tradução é “Ambiental, Social e Governança”, surgiu pela necessidade de cuidar do meio ambiente. Trata-se de um conjunto de práticas que vem ganhando destaque no universo corporativo, pois cada vez mais as empresas reconhecem que a sustentabilidade é vital para o sucesso dos negócios.

A sigla ESG representa os requisitos sociais, ambientais e de governança que são importantes no mercado de fundos verdes ou investimentos sustentáveis. Os investidores já não se importam somente com o lucro: eles levam em consideração também os impactos ambientais causados pelas organizações.

Neste post, criado juntamente com nossa parceira Walter, vamos explicar melhor o que é esse conceito, quais são os seus pilares e como ele está transformando o mundo dos negócios. Acompanhe!

O que é Environmental, Social and Governance?

Environmental, Social and Governance é uma estratégia que nasceu em 2004 no relatório Who Cares Wins, que em português significa “Ganha quem se importa”, da Organização das Nações Unidas (ONU).

Criado por 20 instituições financeiras de diversos países, o documento estabelece diretrizes sobre questões ambientais, sociais e de governança a serem seguidas pelo mercado financeiro. Aponta também que a preocupação com esses valores vai beneficiar a sociedade e agregar valor aos negócios porque são essenciais para investidores modernos.

O conceito ganhou notoriedade em vários setores da economia e se fortaleceu com o Acordo de Paris e a Agenda 2030 da ONU, que são movimentos com foco nos objetivos de desenvolvimento sustentável. Além disso, a pandemia de Covid-19 deixou mais evidente que é necessário desenvolver a consciência.

ESG vai além da sustentabilidade e o uso de soluções ambientais: engloba a área social e a governança corporativa nas empresas. Na prática, as organizações que assumem esse compromisso devem evitar o uso indiscriminado dos recursos naturais, incentivar a criação de políticas sociais e promover uma gestão íntegra.

Quais os pilares do Environmental, Social and Governance?

ESG é uma estratégia sólida que ultrapassa a ideia de compensação. Portanto, precisa ser incorporada em todos os departamentos e ações da organização. As suas práticas são compostas de três pilares. Veja detalhes sobre cada um deles!

Ambiental

Esse pilar engloba as condutas da empresa no que consiste em proteção do meio ambiente, comportamentos de consumo dos recursos naturais, eficiência energética, emissão de gases poluentes, gestão de resíduos etc. Sendo assim, são analisadas todas as atividades que impactam a natureza e causam prejuízos ao ecossistema. Organizações que diminuem a produção de resíduos ou plantam árvores se destacam.

Social

O pilar social se refere a fatores como relações com as comunidades, inclusão e diversidade, direitos humanos e relações de trabalho com colaboradores, fornecedores e clientes. Eles são mais amplos do que os ambientais, pois consideram a mão de obra utilizada pelas organizações, e não apenas a origem dos recursos naturais. A matéria-prima deve ser ecológica e adquirida de empresas íntegras.

Esse pilar requer o fechamento de contratos com empresas que respeitam os seus colaboradores, bem como a avaliação do modo como determinada marca se relaciona com seus parceiros. Os negócios são feitos entre organizações que valorizam as pessoas, contam com equipes inclusivas e que aceitem a diversidade humana. Também são analisados o fator comunitário, o uso de dados digitais etc.

Governança

Governança é o pilar que analisa as esferas de gestão da empresa e os setores administrativos. Ele considera a diversidade e a independência do conselho, transparência, política de remuneração dos altos cargos e ética. Os fatores avaliados incluem estrutura empresarial, remuneração e inclusão da administração, os quais estão interligados para evitar escolhas ruins.

Como o ESG atua para transformar os negócios?

O novo coronavírus nos fez repensar nossa maneira de lidar com os recursos naturais, as pessoas e os valores. As relações de consumo foram modificadas e muitos cidadãos estão preocupados com o planeta e outros pontos.

Cabe às empresas adotarem o ESG, que atua como uma estratégia de transformação dos negócios. Esse conjunto de práticas requer procedimentos contínuos de melhoria e planejamento, que pode ser feito com o uso de ferramentas como 5W2H, PDCA e Análise SWOT. Com elas, é possível criar uma lista e detalhar como as normas serão aplicadas.

A seguir, confira os impactos dessa iniciativa.

Competitividade em longo prazo

Uma das tendências da atualidade é o consumidor excluir as organizações que não aderiram às normas de ESG. Então, aplicar essa estratégia gera um ganho de competitividade em longo prazo. As pessoas não querem mais comprar de empresas irresponsáveis e que prejudicam a natureza. Está ocorrendo uma mudança de hábitos nesse sentido.

Impacto nos investimentos e nos consumidores

As normas de ESG impactam os investimentos porque os investidores globais estão utilizando seus indicadores para apostar seus recursos financeiros. Eles influenciam cada vez mais a avaliação e o valor de mercado de uma indústria. Já os consumidores concordam e dão preferência a produtos sustentáveis desde o início de sua produção.

Retenção de talentos

A estratégia Environmental, Social and Governance também impacta os profissionais que querem trabalhar para empresas mais responsáveis. Se estiverem insatisfeitos, será difícil retê-los, pois eles vão procurar uma organização que invista em sustentabilidade. Isso pode elevar os custos com contratação e comprometer a imagem do negócio.

Base sólida para uma boa aplicação dos recursos

Os gestores devem atender vários públicos, como acionistas, fornecedores, investidores e equipes internas, para mostrar como o conceito é aplicado na prática se a intenção for obter credibilidade. A política de transparência empresarial e o planejamento estratégico centrado no ESG formam bases sólidas para que as empresas apliquem bem seus recursos.

As empresas que ignorarem o ESG poderão sofrer danos econômicos ao perderem seus investidores e clientes mais exigentes. Por outro lado, aquelas que aplicarem a estratégia vão se destacar no mercado, receber mais verbas e produzir impactos positivos no meio ambiente. Esse é um processo natural que está sendo acelerado.

Enfim, agora você já sabe o que é Environmental, Social and Governance e como essa estratégia atua na transformação dos negócios. Empresas de pequeno, médio e grande porte e de todos os segmentos podem adotar as normas ESG para se desenvolverem.

A Nortel já aderiu a esse movimento, oferece soluções MRO e está criando o seu portfólio verde, e a Walter Tecnologias em Superfícies, nossa parceira de longa data e renomada marca canadense de abrasivos e sistemas de limpezas industriais, tem vasta tradição em soluções sustentáveis de alta qualidade e podem lhe auxiliar a dar esse salto relevante, rumo a uma organização alinhada com essa estratégia que veio para ficar.

Gostou do conteúdo? Então curta a nossa página no Facebook e fique por dentro das nossas publicações!

Gostou? Compartilhe nas redes sociais!