fbpx

Controle de iluminação industrial: veja tudo que pode ser feito e os seus benefícios

controle de iluminação industrial
04/09/2020

Controle de iluminação industrial: veja tudo que pode ser feito e os seus benefícios

As crescentes demandas por economia de energia e flexibilidade para atender às necessidades nas empresas deram mais visibilidade para a importância do controle de iluminação industrial.

Afinal, não adianta ter as luzes com maior eficiência energética do mercado, se elas brilharem intensamente em áreas desocupadas ou em salas totalmente iluminadas por luz natural do dia, não é mesmo?

Continue a leitura para entender o que é controle de iluminação industrial, como funciona, quais os benefícios e o que pode ser feito com essa tecnologia inovadora.

O que é o controle de iluminação industrial?

Os controles de iluminação são dispositivos e sistemas que regulam a saída de lâmpadas e luminárias. Acendem e apagam as luzes por meio de um interruptor ou ajustam a saída de luz usando um dimmer (variador de luminosidade).

Uma grande diversidade de dispositivos e sistemas são usados ​​para controlar a iluminação em edifícios comerciais e industriais. Eles alternam automaticamente ou reduzem os sistemas de luz, com base em determinada entrada.

Como funciona?

Um dos tipos mais comuns de controle são os sensores de ocupação, que acendem as luzes automaticamente quando detectam movimento. Depois, as apagam quando a área está desocupada.

Na mesma linha, outro modelo exige que os usuários liguem as luzes manualmente ao entrar em uma sala, mas, assim que saem, as luzes se desligam automaticamente. Os sensores detectam os ocupantes de maneiras diferentes.

Os infravermelhos passivos (PIR) são projetados para responder à luz infravermelha que irradia de uma pessoa (ou qualquer outra fonte emissora de calor) em sua linha de visão. Os sensores de ultrassom produzem sons inaudíveis de baixa intensidade e detectam alterações nas ondas sonoras causadas pelo movimento.

Como não dependem da linha de visão, são úteis em corredores fechados. Podem ser instalados de várias maneiras: montagem na parede, no teto, no canto ou na própria luminária.

Em áreas onde a equipe está fazendo um trabalho que envolve pequenos movimentos, a sensibilidade do sistema de detecção de ocupação deve ser a mais alta possível para garantir a eficiência. Nos corredores, os movimentos do corpo não são difíceis de detectar, então, o sistema não precisa ser tão altamente reativo.

Quais os benefícios?

A principal vantagem de um sistema de controle de iluminação automatizado é a capacidade de gerenciar uma rede inteira de luzes com um controlador. Abaixo, confira bons motivos para investir.

Economia de energia

O controle de iluminação é uma solução verde por natureza. Só pelo fato de diminuir a intensidade das luzes para um nível médio, em vez de brilho total, você economiza energia e prolonga a vida útil das lâmpadas.

O recurso facilita a incorporação de luzes de dimerização nos sistemas de iluminação, resultando em uma enorme economia de energia. Como não é necessário operar com todas as luzes durante o dia e à noite, é possível gerenciar tudo a partir de um computador ou smartphone, por exemplo.

Economia de tempo

Os sistemas manuais exigem a mudança física de um interruptor de parede para outro e demoram certo tempo. Por outro lado, os automáticos oferecem a capacidade de controlar todas as luzes de um único dispositivo em suas mãos ou na parede mais próxima. Isso ajuda a economizar o seu tempo.

Maior vida útil da lâmpada

Como você não precisa operar as lâmpadas com todas as luzes o tempo inteiro, elas podem durar o máximo possível. O funcionamento em plena luz é um dos fatores que reduzem consideravelmente a vida útil das lâmpadas.

É possível usar os sistemas de iluminação para controlar lustres enormes, fazendo com que trabalhem com luzes fracas, reduzindo o desgaste da lâmpada.

Segurança

A automação age como um grande impedimento e, portanto, uma medida de segurança preventiva. Por exemplo, o modo férias ajusta as cenas de iluminação para serem ativadas em momentos aleatórios. Isso faz com que as pessoas do lado de fora acreditem que tem gente no local.

O sistema de controle também pode ser integrado aos alarmes da indústria, iluminando o caminho para sair do trabalho em caso de incêndio. Também, ligar todas as luzes para brilho total e flash, para confundir um intruso.

Praticidade de manutenção

Muitos sistemas centralizados de controle de iluminação fornecem capacidade de monitoramento. Ou seja, eles podem enviar notificações de alarme por e-mail, texto ou outro método sobre problemas que requerem atenção.

Também são capazes de produzir relatórios diários de equipamentos que precisam de manutenção ou substituição. Normalmente, permitem vários destinatários, com a possibilidade de personalizar alertas para cada um. Esse recurso torna as operações de manutenção mais responsivas e eficientes, especialmente, em aplicações complexas, como iluminação externa.

Possibilidade de configuração

O objetivo principal do sistema de iluminação é fornecer condições visuais confortáveis ​​para concluir tarefas com eficiência e segurança, enquanto molda a atenção e a percepção. Os controles de iluminação em rede oferecem suporte à iluminação de qualidade, permitindo o controle do nível de luz, brilho espacial e saída de cor, com o potencial para os usuários definirem suas preferências de iluminação local.

O monitoramento garante que a iluminação aconteça sem interrupção, ao mesmo tempo em que fornece dados que os gerentes das instalações usam para obter informações valiosas sobre as preferências do usuário para projetos de iluminação futuros.

O que pode ser feito com o controle de iluminação industrial?

A Internet das Coisas (IoT) estende a comunicação do Protocolo de Internet (IP) além de seus mercados estabelecidos em computadores e telefones celulares para bilhões de terminais com recursos limitados. No campo da iluminação, essas “coisas” compreenderão dispositivos físicos como luminárias e sensores inteligentes, bem como elementos de infraestrutura, como gateways.

A IoT habilita os objetos para serviços regulares de internet e redes rápidas, permitindo o controle remoto e a coleta de dados desses dispositivos. A introdução da tecnologia como a espinha dorsal dos sistemas de iluminação conectados permite uma comunicação contínua, serviços contextuais e compartilhamento de dados entre dispositivos.

A introdução de sistemas baseados em LED permitiu maiores recursos de controle (por exemplo, comutação e dimerização), e custos operacionais e consumo de energia reduzidos. Agora, com a incorporação de IoT, é possível abrir uma infinidade de novas oportunidades e propostas de valor.

Isso porque a Internet das Coisas está amadurecendo rapidamente, o que torna economicamente viável conectar cada luminária à internet. Portanto, é uma excelente oportunidade para estabelecer um sistema de iluminação totalmente avançado.

Enfim, a indústria 4.0 permitiu que as soluções dos fabricantes acompanhassem essas demandas. Agora que as antigas lâmpadas de descarga de alta intensidade foram substituídas por fluorescentes e LEDs, os gerentes das instalações estão levando seus esforços de economia de energia para o próximo nível e instalando sistemas de controle de iluminação industrial inteligentes.

Se este artigo foi útil para você, que tal compartilhá-lo nas suas redes sociais? Assim, os seus amigos poderão ler também!

Gostou? Compartilhe nas redes sociais!