fbpx

Conheça os 3 tipos de manutenção industrial

A manutenção dos equipamentos é fundamental para a qualidade do processo industrial. Conheça os 3 tipos e saiba as diferenças.

Tipos de manutenção na indústria
08/09/2022

Conheça os 3 tipos de manutenção industrial

Você sabia que existem 3 tipos de manutenção industrial? Saiba como funciona cada um e entenda as diferenças entre manutenção preditiva, preventiva e corretiva.

Para que os processos de uma empresa sejam feitos de forma produtiva, é indispensável que a manutenção industrial esteja em dia. Quando o planejamento de vistoria e reparos é feito da forma correta, o desempenho da indústria tende a aumentar.

Além disso, esse processo faz com que a empresa tenha redução de custos, evita gastos por possíveis erros e ainda impede a interrupção das linhas de produção sem programação prévia.

A manutenção industrial, porém, requer bastante atenção e deve ser feita da forma ideal para cada cenário. Por isso, existem 3 tipos: a preditiva, a preventiva e a corretiva.

Confira abaixo o que é cada tipo, saiba as diferenças entre eles e descubra qual a manutenção ideal para sua empresa.

 

A importância da manutenção industrial

Antes de nos aprofundarmos nos modelos, é importante saber o conceito básico de manutenção industrial.

Presente no dia a dia das fábricas de diversas empresas, essa atividade é a base para o bom funcionamento dos maquinários e, consequentemente, garante o bom andamento dos processos produtivos.

A manutenção industrial é um conjunto de ações feitas nos equipamentos e na infraestrutura das empresas, a fim de garantir a qualidade operacional do maquinário e evitar falhas e acidentes.

Imagine o seguinte cenário: sua empresa possui um setor que precisa de um equipamento específico para a realização das atividades. Esse maquinário é a base do funcionamento do seu negócio, portanto, a falha do equipamento implica na pausa dos trabalhos.

Quando a manutenção é feita da forma correta para o cenário da sua empresa, o objetivo é justamente evitar esse tipo de situação.

Entre os benefícios de ter um planejamento de manutenção, de acordo com a necessidade, podemos citar o desempenho superior dos equipamentos, aumento na vida útil do maquinário, linha de produção mais eficiente, redução nos riscos de acidentes, tomadas de decisões mais assertivas, entre outros.

 

Os três tipos de manutenção

Como falamos, existem diferentes tipos de manutenção. Por isso, cada indústria deve avaliar o cenário, identificar qual modelo faz mais sentido para o seu negócio e, então, realizar o planejamento de manutenção, seja ela preditiva, preventiva ou corretiva.

Entenda melhor sobre cada tipo abaixo:

Manutenção preditiva

Baseada em análise de dados, a manutenção preditiva utiliza informações obtidas a partir do histórico de funcionamento da indústria.

Nesse modelo de planejamento, fatores como temperatura, ruídos, vibrações, entre outras características do equipamento analisado são observadas e, com base no histórico, é verificada a necessidade de manutenção.

Dessa forma, além de fazer um acompanhamento do maquinário em tempo real, o gestor da empresa estará ciente das necessidades de manutenção antes que problemas aconteçam.

Na prática, podemos citar um exemplo: uma fábrica tem um equipamento com peças que podem sofrer desgaste com o tempo. Dentro do processo da manutenção preditiva, o gestor poderá ter acesso ao histórico de desgaste daquela peça para saber exatamente qual é a melhor hora de realizar a troca, de modo que aconteça antes de sofrer danos e sem prejudicar o funcionamento da linha de produção.

Manutenção preventiva

Com o objetivo de anteceder qualquer problema, a manutenção preventiva é feita com base em um calendário definido pelo fabricante ou pelos próprios especialistas da empresa. Nesse tipo de manutenção, os reparos são feitos antes que os equipamentos apresentem sinais de falhas ou necessidade de uma troca de peças, por exemplo.

As vistorias são feitas periodicamente para verificação de fatores como a lubrificação das peças, calibrações, vedações, encaixes, desgastes, entre outros.

Ou seja: os gestores podem organizar uma agenda de manutenções e realizar as operações com planejamento prévio, sem interromper de forma repentina a linha de produção.

Manutenção corretiva

Diferente dos modelos de manutenção anteriores, a corretiva é feita depois que um problema é identificado. Ela pode ser apresentada de duas formas: corretiva planejada e corretiva não planejada.

Basicamente, a planejada é feita com acompanhamento do funcionamento de determinada máquina para identificar e corrigir um fator que já estava previsto.

Já a não planejada é necessária quando alguma máquina, ferramenta ou peça apresenta falhas sem que seja previsto. Ou seja, um reparo que não era esperado pela equipe de manutenção. Esse tipo, geralmente, envolve custos mais altos e implica no funcionamento da linha de produção, uma vez que o processo precisa ser pausado para que o reparo possa ser efetuado.

As manutenções corretivas podem ser evitadas com um bom planejamento de manutenções preventivas ou preditivas. Isso porque quando a análise é feita em tempo real ou de forma periódica, fica mais fácil para que os gestores identifiquem possíveis problemas e antecipem qualquer necessidade de troca e reparo.

 

O tipo de manutenção ideal para sua empresa

Cada tipo de manutenção tem suas especificações. O objetivo final das três é o mesmo: garantir o funcionamento dos processos fabris. Entretanto, o que as diferencia é o modo pelo qual são realizadas.

Enquanto a manutenção preventiva é feita de forma periódica, a preditiva é feita com base em análises de dados de históricos e a corretiva é feita apenas depois que uma falha é identificada.

De maneira geral, as manutenções preventivas e preditivas são as mais utilizadas pelos gestores por serem feitas como forma de anteceder qualquer imprevisto.

Portanto, com menor custo de operação, mais facilidade no planejamento e redução nos riscos de falhas, esses dois tipos são os que devem ser priorizados.

Independente do modelo a ser executado na sua empresa, é importante ter em mente a necessidade de fazer as manutenções da forma correta, pelas mãos de profissionais qualificados e com equipamentos adequados para cada tipo de operação.

Gostou? Compartilhe nas redes sociais!