fbpx

Como escolher a melhor marca de disjuntor? Saiba o que considerar

melhor marca de disjuntor
13/09/2021

Como escolher a melhor marca de disjuntor? Saiba o que considerar

A compra de materiais elétricos exige uma grande atenção, porque envolve não apenas o bom andamento dos trabalhos, mas também o nível de segurança dos funcionários em uma indústria. Sem dúvida, é necessário avaliar bastante a melhor marca de disjuntor para um projeto.

Com as especificações bem detalhadas, aumentam as chances de escolher o produto mais adequado para as atividades serem executadas de acordo com as expectativas. Ter à disposição profissionais qualificados para a realização de projetos elétricos é muito importante para evitar problemas no futuro e atingir uma boa performance.

Neste artigo, vamos destacar pontos que devem ser avaliados para optar por um equipamento de alta qualidade, considerando aspectos ligados ao termo MRO – Manutenção, Reparo e Operações. Confira!

Quais são os tipos de disjuntores?

Para ter mais condições de escolher a melhor marca de disjuntor, é necessário compreender melhor o que é esse dispositivo. Ele tem como funcionalidade proteger as instalações, evitando que haja problemas nos equipamentos em virtude de curto-circuito ou sobrecarga na corrente elétrica.

Por isso, é um recurso que deve ser considerado em um projeto de manutenção elétrica industrial e residencial. Há diversos modelos de disjuntores que podem variar de acordo com fatores, como a tensão nominal, corrente nominal e capacidade de ruptura.

Além disso, os disjuntores podem ser monopolar, bipolar e tripolar. O modelo monopolar é empregado nas instalações e circuitos que apresentam apenas um condutor de fase, como nos casos dos circuitos de iluminação e em tomadas em sistemas monofásicos, cuja tensão pode ser de 127V ou 220V.

O disjuntor bipolar é adotado nos circuitos ou instalações com dois condutores de fase. Ele é muito empregado em chuveiros, tomadas comuns ou especiais e em torneiras elétricas. Já o tripolar tem como atribuição ser utilizado nas instalações e circuitos com três condutores de fase, sendo utilizado para proteção de circuitos de distribuição trifásicos , motores elétricos trifásico entre outros.

Proteções

Para fazer a proteção dos circuitos, temos alguns modelos de relés ou disparadores intrínsecos ao disjuntor, podendo possuir proteção magnética, térmica, termomagnética, relés eletrônicos ou ter a curva característica de atuação, como acontece nos mini disjuntores. Além de proteger contra curtos-circuitos e sobrecargas, os magnéticos se destacam pela alta precisão e por identificar o efeito magnético provocado por uma passagem de alta corrente elétrica ocasionado por um curto-circuito.

Já os térmicos são responsáveis por prevenir problemas no circuito elétrico ao identificar o aumento da temperatura em níveis acima da normalidade gerado por uma sobrecarga do equipamento. Esse dispositivo é muito empregado para evitar incêndios.

Vale destacar que o termomagnético tem características dos disjuntores magnéticos e térmicos. Por isso, é capaz de proporcionar uma grande proteção, sendo muito adotado em instalações elétricas comerciais e residências. Esse modelo pode ser empregado para manobras em um circuito, o que contribui para evitar curtos e sobrecargas nos equipamentos.

Quais são os mais utilizados?

Ter uma dimensão da melhor marca de disjuntor é fundamental para um projeto elétrico ser executado de acordo com as melhores práticas do mercado. Pensando nisso, vamos apontar os mais utilizados atualmente no setor industrial. Acompanhe!

Caixa Moldada 3VM

Esse dispositivo, da Siemens, se caracteriza por oferecer eficiência e economia nos projetos de eletricidade que se baseiam em aplicações simples na indústria e no segmento de infraestrutura.

O Caixa Moldada 3VM tem variações de corrente nominal de 16 A a 630 A, além de tensões nominais de utilização de até 500 V. Isso é essencial para esse equipamento ser empregado em diversos projetos, pois o possibilita garantir a proteção de instalações de baixa tensão.

Esse disjuntor conta com um design moderno e dimensões compactas, sendo assim bastante indicado para instalações elétricas com redes de corrente alternada ou contínuas.

Também vale destacar a possibilidade de o equipamento contar com um sistema de acessórios auxiliares, fazendo com que as operações sejam mais ágeis e seguras. É um ponto que deve ser avaliado ao optar pela melhor marca de disjuntor.

Caixa Moldada Fórmula

Uma das principais vantagens desse dispositivo é seguir as especificações do mercado brasileiro. Dessa maneira, proporciona aos clientes a garantia de que o sistema elétrico estará devidamente protegido contra oscilações, aspecto primordial para manter os equipamentos funcionando de maneira correta.

Considerado um dos melhores disjuntores para a indústria, o Caixa Moldada Fórmula pode contar com certificações internacionais, o que reforça a qualidade do item e a seriedade dos fornecedores.

Disjuntor Motor Linha MS

Tem como característica marcante proteger circuitos que têm motores elétricos trifásicos contra curtos-circuitos, falta de fase e sobrecargas. Apresenta também um moderno sistema de proteção, capaz de diminuir custos, otimizar o espaço de instalação e reduzir o tempo de parada.

O disjuntor Motor Linha MS, da ABB, proporciona essas vantagens, pois apresenta proteções térmicas e magnéticas no mesmo dispositivo. Assim, reage com extrema velocidade, em caso de falhas no sistema elétrico, desligando o motor em menos de um segundo.

Como escolher a melhor marca de disjuntor?

Para não errar na escolha, é indicado fazer uma pesquisa bem detalhada da reputação do fabricante. Uma boa comunicação é válida para verificar se o fornecedor está disposto a prestar um bom serviço, caso seja necessária alguma troca ou manutenção no equipamento.

Ter informações sobre como a empresa se comporta no mercado é uma forma de constatar se o fabricante está habilitado a suprir a demanda. Outro ponto que deve ser considerado é a capacidade de proporcionar bons resultados e de responder às demandas com agilidade e eficiência.

Também é essencial constatar se os produtos disponibilizados têm o certificado do Instituto Nacional de Metrologia (Inmetro). Essa é uma maneira de verificar a seriedade do fornecedor.

A qualidade dos disjuntores disponibilizados é mais um item que deve ser avaliado com prudência. Não adianta adquirir um produto por um valor mais em conta, caso ele não apresente o desempenho desejado.

O que considerar na hora da compra?

Logicamente, deve ser feita uma avaliação para constatar se o dispositivo é o mais adequado para satisfazer a demanda. Uma análise da infraestrutura elétrica é fundamental para evitar uma compra equivocada e problemas no funcionamento das máquinas.

A capacidade de entregar os equipamentos no prazo combinado é um aspecto que merece ser analisado. É válido, então, ter uma dimensão dos resultados que o investimento pode proporcionar, o que facilita bastante na escolha da melhor marca de disjuntor.

Se está em busca de aperfeiçoar a performance da sua empresa, vale a pena ficar informado sobre o funcionamento das ferramentas industriais. Afinal, o conhecimento sempre ajuda a vencer desafios!

Gostou? Compartilhe nas redes sociais!