fbpx

As 9 tendências industriais para 2022

Flexibilidade e inovação são palavras de ordem em um mundo globalizado, que exige empresas competitivas e preparadas. Fique por dentro do que vem por aí, para acertar nos planos estratégicos!

Tendencias Industriais
09/06/2022

As 9 tendências industriais para 2022

Flexibilidade e inovação são palavras de ordem em um mundo globalizado, que exige empresas competitivas e preparadas. Fique por dentro do que vem por aí, para acertar nos planos estratégicos!

 

Os avanços tecnológicos têm acelerado as mudanças no mundo. E a indústria precisa acompanhar esse progresso para continuar se destacando no mercado. Por isso, é importante sempre ficar de olho nas tendências industriais mais relevantes para o setor.

Afinal, a inovação é capaz de trazer inúmeros benefícios para a indústria, conseguindo atender consumidores cada vez mais exigentes. O apoio dessas estratégias nas dinâmicas dos processos fabris é uma aposta que:

  • Promove melhorias nos processos.
  • Deixa a rotina mais dinâmica.
  • Reduz custos.
  • Agiliza a produção e a distribuição.
  • Ajuda a eliminar falhas humanas.
  • Melhora a produtividade.

Se a sua empresa está de olho em encurtar os caminhos que conduzem a todas essas vantagens, o artigo que preparamos é imperdível. Separamos o que o horizonte do ano aponta como investimentos primordiais.

 

As tendências industriais em 2022 para os processos operacionais

Em um mundo corporativo marcado pela competitividade, é preciso estabelecer dinâmicas industriais inteligentes, assertivas e altamente operacionais. Veja fatores imprescindíveis para agregar diferenciais e impulsionar processos fabris:

Operações mais sustentáveis

A sustentabilidade é uma das tendências industriais mais presentes na atualidade. Antes de mais nada, porque os próprios consumidores vêm cobrando um posicionamento das empresas em relação à sua pauta ambiental.

Cada vez mais, eles buscam por empresas comprometidas com a natureza e com os impactos sobre o meio ambiente. E como decorrência dessa cobrança social, as regulamentações estão ficando rigorosas e exigindo a implementação de práticas sustentáveis nos processos empresariais.

Ao perceberem esse movimento, muitas indústrias já estão se antecipando e incluindo a sustentabilidade em seus planejamentos anuais. Pequenas mudanças rotineiras, embora pareçam insuficientes, já geram significativo impacto ambiental positivo.

Quer exemplos de boas práticas? Troque as lâmpadas fluorescentes por LED, reduza o consumo de papel, substitua as embalagens de plástico por recicláveis e utilize combustíveis que emitem menos carbono na atmosfera, como o etanol e o biodiesel, entre outros métodos.

 

Energia limpa e renovável

Aqui, entra em jogo uma política decorrente do olhar sustentável. A indústria é um dos setores que mais consomem energia na sua rotina de produção, o que impacta diretamente no meio ambiente e no aumento do efeito estufa. Diante desse cenário, é que o uso de energias renováveis vem crescendo em todo o mundo e se tornando uma das principais tendências para 2022.

Isso porque as soluções que se utilizam de fontes renováveis, como água, sol e vento, são uma alternativa mais respeitosa com o planeta, pois reduzem a concentração de gases poluentes na atmosfera, ajudando a controlar o efeito estufa e a proteger os recursos naturais.

Além disso, a energia renovável também gera economia direta, especialmente em um momento em que os altos custos com energia são uma realidade desafiadora. E, claro, também cria uma relação muito melhor entre a empresa e seus consumidores.

 

Logística integrada

Esse conceito nos fala de conectar todos os processos que envolvem a cadeia logística — desde a fabricação do produto até a entrega ao consumidor final.

Isso é feito por meio de sistemas inteligentes que permitem à indústria fazer o acompanhamento de cada processo em tempo real e com muito mais transparência.  Um fator que facilita a tomada de decisões para aumentar a eficiência operacional e evitar futuras falhas.

 

O cenário tecnológico de ponta

O suporte da tecnologia é fundamental para os processos de inovação que garantem uma operação industrial 4.0. Na lista a seguir, estão elementos que não podem faltar, em um radar de investimentos alinhado às tendências mais promissoras.

 

Automação industrial

A automação industrial nada mais é do que a inserção da tecnologia nos processos produtivos da empresa para deixar a fábrica inteligente. Isso torna os processos eficientes e moderniza a empresa, consolidando a competitividade do negócio e garantindo a satisfação do cliente final.

Na prática, investir em automação industrial não significa que as máquinas irão substituir os colaboradores, mas, sim, que irão permitir que eles sejam realocados para atividades estratégicas, dentro da cadeia de valor. É, portanto, aproveitar a mão de obra nos processos intelectuais, com as máquinas voltadas à dinâmica operacional.

Fazer essa troca, oportunizando que soluções automatizadas realizem processos manuais e mecânicos, faz com que as empresas consigam ter mais controle de cada etapa da sua cadeia produtiva.

Elas também passam a ter acesso a dados precisos e reais que permitem análises assertivas para corrigir inconsistências. Isso evita a necessidade de retrabalho e deixa a empresa menos suscetível à ocorrência de erros humanos, além de otimizar processos decisórios.

 

Inteligência artificial

Este conceito está relacionado a inovações tecnológicas capazes de realizar atividades operacionais que, até então, seriam executadas por humanos ou sequer seriam passíveis de realização.

Colocar um robô para fazer essas tarefas não só deixa a produção mais inteligente, como também aumenta a capacidade da indústria. É a realização do cenário sobre o qual falamos no tópico anterior, com o colaborador assumindo um papel mais estratégico e analítico.

Internet das coisas (IoT)

A conexão de objetos físicos à internet, por meio de sensores que comandam e controlam diferentes operações, é outro caminho sem volta. Para a indústria, essa tecnologia tem o potencial de revolucionar todos os processos, já que as máquinas operam de forma quase independente ou, então, com pouca ou nenhuma intervenção humana.

Com isso, a empresa pode, por exemplo, coordenar a cadeia de suprimentos, monitorar colaboradores, evitar acidentes e economizar custos e tempo.  Fatores que fazem da IoT uma das grandes apostas do setor industrial para 2022, em especial com a chegada da rede 5G ao Brasil, prevista para julho.

Big Data Analytics

Falamos de uma tecnologia capaz de reunir e manusear grande volume de dados, de diferentes fontes e formatos, e os transformar em informação relevante para o negócio.

Assim, por meio de relatórios precisos gerados por ferramentas e softwares especializados, uma empresa consegue prever tendências, criar novas soluções, melhorar suas estratégias e ter importantes insights sobre o mercado. Tudo isso demonstra a importância de utilizar a tecnologia como um meio – e não como um fim – para obter os melhores resultados.

Para o ano de 2022, as tendências industriais, no campo do Big Data Analytics envolvem, principalmente, o crescimento da análise preditiva e a evolução da inteligência artificial.

 

Cibersegurança

A segurança cibernética se tornou uma necessidade essencial para as organizações. Afinal, a maioria delas armazena grande parte de suas informações na nuvem, o que pode se tornar um risco caso não sejam estabelecidas algumas regras e medidas contra-ataques online.

E não só isso: além dos dados do negócio, também é preciso considerar os dados pessoais dos clientes e fornecedores com quem a empresa se relaciona, já que eles estão mais protegidos em razão da vigência da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Essa nova realidade, portanto, vem exigindo das indústrias uma proteção prévia para garantir o sigilo dos seus dados e operações internas.

Para prevenir e eliminar o risco de ataques cibernéticos, é importante para a empresa se precaver com a implementação de firewalls, antivírus, servidores proxy e outras ferramentas de segurança. É o caminho para criar soluções, antecipando riscos e se prevenindo contra ameaças e ataques cibernéticos.

 

Impressão 3D

Ainda relativamente incipiente e pouco acessível, a impressão 3D é uma das principais tendências para o mundo empresarial em 2022. Basicamente, essa tecnologia permite digitalizar a manufatura a partir de arquivos digitais, como desenhos ou protótipos. Na prática, possibilita a criação de todos os tipos de produtos, peças e insumos e abre espaços para uma produção personalizada e a custos menores.

Além disso, a impressão 3D também permite à empresa recriar produtos que não estão mais no mercado e projetá-los com materiais mais resistentes e duráveis. O cliente, por sua vez, terá a chance de visualizar todo o processo de produção, inclusive antes mesmo da fabricação, o que reduz as chances de devolução e insatisfação.

E, então, qual dessas tendências industriais você acha que vai deslanchar primeiro em 2022?

Gostou? Compartilhe nas redes sociais!